Letra da Música

Odudua criou o ar, fogo e terra, água e lama pra brincar
De água e lodo vi chegar no ayiê nanã
A mais velha iemanjá
E oxalá com sua boa argila vem, vem, vem
Vem moldar, com sua boa argila vem, vem, vem


Traz a força que gira pra dentro e pra fora
De todos, todos elementos que essa cabaça
Que molda a existência aqui contém
E dessa lama, essa água parada, se forma a terra
Se sê, para a terra
E desse mangue, firme e forte, nanã vem
"saluba nanã! "

Vem nanã, mãe das lamas nanã vem, vem, vem
Vem curar, traz a chuva e todo bem, vem bem


Pois dela tudo virá, e tudo será devolvido
Depois de cumprida a missão
Cada qual, cada ser leva à lama o coração
Simbora aprender, é "philo" e "sophia", amor e saber
Viemos de tão longe lá das estrelas
Pra nessa terra vir morrer ê ê ê ê ê ê

E vem com seu ibiri, ibiri, ibiri

Vem com seu cetro de fibra de folha de dendezeiro
Atada, enfeitada com tiras de couro ornadas de búzios
Nanã vem

Todo bem que vem, vem bem
Sou feliz com vocês que são do bem

Não fico a esperar que as estrelas
Lá do céu venham baixar
Com os meus pés me levantei
Pois dessa lama muito vi e pouco sei