Letra da Música

Olha o moleque de novo agora revoltado com todo x9
Que paga geral na sua atitude, aai
Envolvido pra morte
A revolta atinge os seus pensamentos
Na hora da fita ele não pipoca
Vendo no calçadão no templo nublado
Moleque se joga, moleque se joga
Antes que tua casa caia na peça na sinta teve que se jogar
O moleque da voz se tu achou ruim
Disca 190 e manda me pegar
Moleque boladão essa letra é pra tu
Só fique firmão e melhora
Pra nos, sp bitaru com a baixada santista
Na conexão tudo numa só voz
A necessidade aperta
Que pro lado dele não é nada legal
Se inspirou no demônio, fechou
Com o comando, virou um garoto do mal
Ele nunca contou história
E nunca acreditou em contos de fadas
Mas desde pivete ele e ciente
Do que é um revolver um pente e uma bala
Segunda, terça e quarta quinta e sexta-feira
Ele não esquece sábado e domingo segunda a segunda
O artigo dele termina com 7


Sequência, sequência... de papum
Sequência, sequência, de papum
Levanta a camisa apresenta o brinquedo... vaai

Se jogou pra pista naquela neurose
Na expectativa de ganhar um trocado não quis usar droga
Pensou em progredir o que arrecadou
Foi tudo pro barraco, ajudou sua mãe sua irmã sua avó
Agora ele pretende mudar de lugar
Porque as condições de sua família ele se decidiu que
Pra ele não da
Os cara de blazer e ele de camelo
Avistou uma próxima esquina, virou pra direta passou
O cruzamento e chapou a linguiça
Passou em cima de tudo
Batendo de frente com as autoridades
Mostrando que o crime não é o creme
tá mais que comprovado a necessidade
Se tu tá ouvindo no som da sua casa
No mp3 ou no mp4 no teu celular não importa onde for
Vai, põe essa porra no máximo

Sequencia, sequência... de papum
Sequencia, sequência, de papum
Levanta a camisa apresenta o brinquedo... vai