Letra da Música

Nasceu em copacabana
Foi pra inhaúma
Pra ficar pertinho da imperatriz
Sambista de fato, partideiro nato
Herdeiro do samba sincopado
Hoje cantando você eu me sinto feliz

E logo cedo, nos paus-de-sebo
Pôs o dedo na ferida
Cronista do povo
A cada samba novo
O humor sob medida
Sobrenome grande
Coração que expande pra todos amigos
Uma luz de brilho singular
Ser humano exemplar
Da verdade que nos mostra a diretriz
Pra essa carona eu dei sinal
E nessa viagem musical
O taxista é seu luiz

Que lá na saúde marcou o "coração das meninas"
Mas maria rita, cabrocha bonita
Foi quem marcou o seu coração
Seu canto carrega a força presente no samba
No vai ou não vai, ele nunca descamba
É bamba, é patente do alto escalão

Na glória, é minha homenagem em forma de canção
Na glória, pra um grande mestre com toda emoção
Na glória, que sempre me ensina
A ter os pés no chão
Na glória, na simplicidade de um campeão
Na glória, brilhante parceiro do velho joão
Na glória, e conduz nosso samba à melhor direção